CLICK AQUI

sábado, 17 de dezembro de 2011

Quase um ano após o acidente, Shaolin continua em coma

Quase um ano após o acidente, humorista continua sendo atendido em casa

No dia 19 de janeiro, não apenas os paraibanos, mas todos os brasileiros foram surpreendidos com a notícia do acidente de Shaolin. Após onze meses, o humorista continua em coma, porém agora aos cuidados da família. De acordo com informações de pessoas próximas, em alguns momentos são percebidos pequenos movimentos ou reações, mas o como continua, e não existe previsão para que o quadro clínico mude.


Logo após o acidente, Ludicéia Veloso, esposa de Shaolin, dava notícias do seu estado de saúde através das redes sociais, porém com o passar dos meses o repasse dessas informações ficaram menos frequentes. As últimas entrevistas concedidas por Laudicéia aconteceram entre os meses de junho e setembro, e sempre otimista, ela destacou que a cada dia o humorista apresenta melhoras significativas.

Mesmo estando em casa, Shaolin continua sendo atendido pelos médicos, e com o objetivo de ajudar na sua recuperação, familiares e amigos se dividem no quarto do humorista, interagindo com ele através de conversas e canções.

No período que aconteceu o acidente, o paraibano estava ocupando um lugar de destaque no programa ‘Tudo é Possível’, apresentado pela ex-modelo Ana Hickmann, consolidando o seu nome como um dos principais humoristas do Brasil através dos diversos shows que estava fazendo.

A ex-modelo esteve em Campina Grande algumas vezes para visitar o amigo, e de acordo com informações do diretor do programa, Vildomar Batista, Ana Hickmann deverá voltar ao Estado ainda este mês.

Andamentos da justiça

O acidente de Shaolin acontece na BR-230, na região de Mutirão, em Campina Grande. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o comediante dirigia no sentido São José da Mata quando um caminhão, que vinha na faixa oposta, invadiu a contramão e bateu contra o veículo do artista.

O humorista deu entrada no pronto-socorro é passou por cirurgias para conter o traumatismo craniano e uma fratura exposta no membro superior esquerdo. Dias depois ele foi transferido para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, e após liberação médica foi levado de volta para a Rainha da Borborema.

O motorista do caminhão, Jobson Clemente, motorista de caminhão envolvido no acidente, pode pegar até quatro anos de prisão, segundo o promotor Luciano Maracajá.

O julgamento acontecerá no dia 13 março em uma audiência única, e a sentença pode ser definida no mesmo dia. Primeiro serão ouvidas as testemunhas da acusação e depois as da defesa. O réu é então interrogado e, em seguida, o juiz declara a sentença.

Na defesa do acusado, ele diz que não teve intenção de ferir a vítima, alegando que o acidente foi uma fatalidade. Segundo a perícia, na BR-230, existem marcas do pneu do caminhão de Jobson na pista onde Shaolin trafegava.
Fonte:WSCOM Online