CLICK AQUI

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Agricultor mata a mulher grávida de sete meses com um tiro de espingarda


Divaildo disse que tiro foi acidental (Crédito: Cariri Ligado)
O agricultor Divaildo Pereira Brito, 30 anos já está recolhido na Cadeia Pública de Monteiro. Ele foi autuado em flagrante como autor do assassinato de sua companheira, Mayra Carla de Melo Oliveira, de 20 anos, que estava no sétimo mês de gravidez.
O assassinato de Mayra aconteceu no final da tarde de segunda-feira, 2, na cidade de São Sebastião do Umbuzeiro, no Cariri paraibano. O próprio companheiro ainda socorreu a mulher para o hospital Santa Filomena, em Monteiro, onde foi preso pela guarnição composta pelo sargento Inaldo, cabos Almeida e Rômulo.

O assassinato aconteceu na residência do casal e foi motivado, segundo levantamento feito pela polícia, durante uma discussão entre a mulher e o companheiro. As informações dão conta de que na discussão, Divaildo, que estava armado com uma espingarda calibre 32 efetuou um disparo que atingiu o peito da mulher.
Quando a mulher no hospital baleada o setor de atendimento comunicou ao Copom do 11° Batalhão e quando abordaram o agricultor. Inicialmente ele disse que a mulher tinha sido a autora do disparo.
Porém os policiais desconfiaram da versão, pois a arma era uma espingarda de cartucho e o local atingido tinha sido embaixo do braço o que seria difícil a autoria do disparo ter sido a vítima.
Com o agricultor, os policiais foram até o local onde aconteceu o fato e lá encontraram a arma do crime e sinais de luta. Nesse momento Divaildo apresentou uma nova versão de que teria entrado em luta corporal, arma caído e disparado contra Mayra.
O local foi isolado até a chegada da perícia que esteve no local, onde foram realizados exames, inclusive para saber se havia resíduo de pólvora nas mãos da vítima e do acusado.

O delegado Gilson Duarte lavrou o auto de prisão em flagrante. Divaildo já responde por tentativa do homicídio.
Fonte:wscom