CLICK AQUI

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Polícia registra três assassinatos em João Pessoa; vítimas eram ex-presidiários


Júnior conversava com amigos quando foi assassinado
Três pessoas foram assassinadas na noite de domingo, 10, em João Pessoa. Segundo levantamento feito pela polícia as vítimas eram ex-presidiários e foram mortas a tiros e facadas. Na rua Saturnino de Brito, bairro do Varadouro, foi executado Antonio Júnior Pereira de Medeiros, 20 anos.
A polícia tomou conhecimento que vítima estava bebendo com amigos naquela rua quando foi abordado por dois homens que chegaram em uma moto de cor escura. A dupla desceu da motocicleta e se dirigiu até o grupo de jovens.
Um dos homens sacou de uma pistola 380 e efetuou três disparos na cabeça de Júnior, enquanto que o outro homem deu treze facadas nas costas da vítima.
Antonio Júnior era ex-presidiário, estava em liberdade há cerca de um mês. Segundo informações policiais, ele era suspeito de comandar uma boca de fumo na área.
O isolamento do local foi feito pela guarnição do SD Iranilton da Força Tática do 1º BPB.
O delegado de homicídio Luiz Coutrim, foi quem esteve no local de crime e deu inicio as investigações para elucidar o caso.

Ilha do Bispo

Ricardo foi morto na rua do Aratu
Ricardo de Souza Trajano, 22 anos, morava na Rua Lopo Garro, no bairro da Ilha do Bispo. Ele foi assassinado com vários tiros no local conhecido como Rua do Aratu, no mesmo bairro.
A polícia soube que a vitima conversava com amigos, quando três homens chegaram de barco pela maré do Rio Sanhauá, e surpreenderam os jovens.
O trio efetuou vários tiros contra eles, matando um e ferindo gravemente outro jovem que foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma na Capital.
Os homens fugiram de barco pelo Rio Sanhauá.
Ricardo já havia cumprido pena por porte ilegal de arma, e estava em liberdade a menos de um mês.

 Bairro do Rangel


Tiago foi morto na casa onde ocorria uma festa
O ex-presidiário Tiago Araujo de Paula Felipe, 28 anos, que morava na Rua São Geraldo, bairro do Rangel, foi assassinado com vários tiros por dois homens que também estavam numa moto.
Tiago estava na Rua Mourão Rangel, quando foi perseguido pelos homens, ele tentou se esconder em uma casa onde estava acontecendo uma festa, mas foi atingido com vários tiros pelas costas, caindo entre o muro e a sala da casa.
As pessoas que participavam da festa arrastaram o corpo para o meio da rua. Ninguém soube informar a policia quem teria executado a vitima.
Tiago Araujo era ex-presidiário e cumpria pena alternativa em uma das escolas do bairro.
A delegada de homicídio Dulcineia Costa esteve no local de crime e deu inicio as investigações, para tentar elucidar o crime.
J.Luiz com WSCOM Online