CLICK AQUI

sábado, 30 de junho de 2012

Surpresa: Orlando Santos rompe com Eduardo e homologa candidatura como vice de Maria Eunice em convenção 'veja fotos'



Em Mamanguape, três fatos chamaram atenção dos bastidores político durante o final de semana, primeiro a união dos Fernandes ao grupo do prefeito Eduardo Carneiro, segundo o rompimento do PMDB com o atual gestor que se uniu com o PSB, inimigos ferrenhos no plano estadual, e terceiro, a troca do nome do empresário Udenis Correia pelo nome de Orlando Santos para vice na chapa com a candidata a prefeita Maria Eunice.


A convenção que começou atrasada em virtude da demora para a composição da vaga de vice, aconteceu na Escola Estadual Ruy Carneiro, no sábado 30, e marcou a união do grupo com o maior número de partidos aliados: PSB, PMDB, PDT, DEM, PT do B, PV, PSL, PPL, PPS, PRP, PRB, PC do B e PMN.
Recém chegado ao grupo de oposição, Orlando Santos afirmou que o PMDB de Mamanguape teve o aval do partido na estadual para fazer a composição com a candidata do governador Ricardo Coutinho, Eunice.


Orlando disse que assumiu um cargo na gestão de Eduardo por imposição do partido, numa cobrança do ex-governador Zé Maranhão, porém não pretende mais continuar no grupo, não sou de está jogando pedra, “o povo nos cobraram uma postura, estamos com Eunice, iremos fazer uma campanha limpa, agora no momento que senti que estavam querendo trazer o PMDB de reboque, a título de humilhação, não dando nem ênfase ao poder de voto que tem Zé Maranhão e ao presidente municipal João Laércio, aí eu tive que tomar uma decisão, estive com essas lideranças, inclusive Zé Maranhão me disse, Orlando, não deixe que ninguém humilhe o PMDB. Então, abandonei tudo que tem lá, deixei secretaria, deixei tudo”, disse.


O filho de Orlando Santos era responsável pela Secretaria de Esportes de Mamanguape.

Para a candidata Maria Eunice, essa convenção foi o primeiro passo para uma campanha vitoriosa, é com muito entusiasmo e motivação, a oposição está unida e nós chegaremos lá, se Deus quiser, disse.


Ela alegou que, a indicação do nome de Orlando saiu depois de uma reunião, onde todos os presidentes de partidos entraram em um consenso e aprovaram a chapa Eunice (PSB) x Orlando (PMDB), partidos altamente divergentes na esfera estadual.