CLICK AQUI

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Criança recém-nascida é encontrada dentro de buraco no Brejo paraibano

Luzia dos Santos
Luzia dos Santos ( foto: Blog do Mago)
Uma criança recém-nascida do sexo masculino foi encontrada com vida dentro de um buraco no final de semana na periferia do município de Solânea, no Brejo paraibano. Segundo a Polícia Civil, a mãe poderá ser indiciada por abandono de incapaz, maus tratos e lesão corporal. O garoto foi batizado de ‘Victório’.
De acordo com informações da Delegacia de Solânea, a Polícia Civil foi acionada pelo hospital da cidade para averiguar uma denúncia de que a estudante Luzia Santos Valeriano, 19 anos, teria praticado um aborto e em seguida jogado o filho em um matagal.
Ao chegar na residência da jovem, os policiais encontraram indícios de um aborto provocado dentro do banheiro. Muito sangue estava no local.
Local onde a criança
Local onde a criança onde a criança foi encontrada ( foto: Blog do Mago)
Os policiais encontraram o bebê dentro de um buraco no quintal da casa graças a um rastro de sangue deixado pela mãe. A criança estava ainda suja de sangue e com galhos de árvores colados no corpo. O garoto foi encaminhado para o hospital onde passa bem e foi batizado pelo nome de ‘Victório’.
A mãe da vítima, a funcionária pública Terezinha Santos Valeriano, 50 anos, disse que não suspeitou da gravidez da filha porque ela escondia da família. Segundo a mulher, a jovem usava roupas apertadas para disfarçar a gestação.
Criança passa bem
Criança passa bem ( foto: Blog do Mago)

Antes de parir, de acordo com Terezinha Santos, Luzia Santos vinha se lamentando informando de dores pelo corpo, mas a mãe da jovem pensava que seriam problemas decorrentes no atraso do ciclo menstrual. Luzia Santos foi detida e encaminhada para o hospital da cidade onde está sob custódia da polícia. Jovem confessou que escondeu a gravidez temendo represália da família e porque o pai da criança é um homem casado.
De acordo a Polícia Civil, Luzia será indiciada e pode responder por crimes de abandono de incapaz, maus tratos e lesão corporal.

J.Luiz com portalcorreio