CLICK AQUI

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Veja qual é o político mais ‘azarado’ de todos os tempos na Paraíba; ex-parlamentar saiu derrotado até na terra natal

O mar não anda para peixe quando analisamos o atual momento político vivido pelo ex-deputado federal Carlos Dunga (PTB) que amargou no último pleito uma das maiores derrotas e frustrações obtidas por um político paraibano nos últimos tempos.


Tido como um verdadeiro super-suplente há três meses atrás quando poderia figurar como um senador pelos próximos dois anos, ou como deputado estadual, Dunga viu a sua esperança se esvair no primeiro e no segundo turno nas eleições de Campina Grande e de João Pessoa, respectivamente.


A polarização em Campina Grande entre as famílias Cunha Lima e Vital deixou a deputada Daniella Ribeiro (PP) fora do segundo turno e consequentemente os sonhos do super-suplente em ocupar novamente uma cadeira na Assembléia Legislativa.


Situação mais complicada, Dunga enfrentou em João Pessoa, ‘apostou’ todas as fichas na antes ‘favorita’ campanha de Cícero Lucena (PSDB), que despontava como líder nas pesquisas de intenção voto e viu o ‘fenomeno’ Luciano Cartaxo (PT) atropelar seus adversários no primeiro turno e ter uma das mais acachapantes vitorias no segundo embate, Dunga acompanhou tudo perplexo e viu a chance de ir ao Senado bem distante.


Se não bastassem os insucessos em Campina Grande e João Pessoa, Carlos Dunga sofreu derrotas significativas em dois ‘currais’ eleitorais: Alcantil e Boqueirao.


Em Alcantil, seu primogênito, o ex-deputado Carlos Dunga Júnior (PTB) saiu derrotado para Zé Ademar do PMDB que 1.988 sufrágios, ou 51,48% dos votos válidos, contra “Dunguinha” do PTB 1.782 votos, insucesso sofrido por toda a família Dunga, realidade não muito diferente no município de Boqueirão, que optou pelo futuro prefeito João Paulo Segundo (PMDB) que superou Renato da Ambulância do PTB, apoiado pelo atual prefeito Casé (PTB) filho de Carlos Dunga.


Em face de tantos resultados inexpressivos no último pleito, Carlos Dunga que já ocupou funções de destaque na política na política paraibana como: a presidência de Assembléia Legislativa e uma cadeira na Câmara Federal, terá que repensar a maneira de lutar pelo voto, sob pena de vir a se lembrado nas empoeiradas páginas de jornais que reverberavam suas façanhas parlamentares.


Todos sabem que a política da Paraíba vive um novo momento e Carlos Dunga acabou sendo 'engolido' pela vontade imposta soberanamente pelas urnas.




J.Luiz com PB Agora