CLICK AQUI

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Requintes de crueldade: Homossexual é morto a facadas em Rio Tinto; IMAGENS FORTES

Um homem de 46 anos foi assassinado com requintes de crueldade, a facadas, dentro da própria casa, na Rua da Lira, no Bairro Santa Elizabeth, em Rio Tinto, no Litoral Norte paraibano. De acordo com informações da Polícia, a vítima foi identificada como sendo Elinaldo Fernandes de Oliveira, morto com pelo menos 3 golpes de faca peixeira.
Segundo familiares, Elinaldo era homossexual e soro positivo, morava só e costumava receber a visita de alguns amigos. No inicio da tarde desta quarta-feira (07), vizinhos sentiram falta do aposentado e perceberam um mau cheiro vindo da residência da vítima, foi quando suspeitaram de algo errado e acionaram a Polícia.


Na casa, a perícia verificou que a TV estava ligada e que alguns objetos estavam fora do lugar, como também o guarda-roupa revirado, possivelmente, pode ter havido luta corporal. Elinaldo foi violentamente atingido com golpes no rosto, pescoço e na barriga. O assassino deixou a faca cravada na vítima. A PM informou que a vítima foi assassinada possivelmente na noite desta terça-feira (6).
A Polícia isolou o local, o GEMOL foi solicitado para remoção do corpo e o delegado plantonista informado para os procedimentos de praxe.  

Estatísticas de crimes contra GLBTs
 
No dia do Orgulho Gay, 28 de Junho, o Movimento do Espírito Lilás – MEL/PB apresentou números sobre assassinatos de LGBTs no estado da Paraíba no ano de 2011, 2012 e 2013.
O levantamento apresenta cerca de sessenta homicídios em dois anos e seis meses, sendo 34 (trinta e quatro) Gays; 9 ( nove) Lésbicas; 15 (quinze) Transexuais e Travestis, os homicídios aconteceram nos municípios de João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Mari, Santa Rira, Esperança, Patos, Mamanguape, Solânia, Queimadas, Sousa, Bananeiras, Jácarau, Serra Redonda, Bayeux.
 
Os sessenta assassinatos estão distribuídos em 21 (vinte um) no ano 2011; 27 (vinte sete) no ano 2012; 11 (onze) nos seis primeiros meses de 2013. O objetivo de divulgar esses dados é informar a sociedade e autoridades os graves números de homicídios contra LGBTs no Estado da Paraíba e cobrar formulações de políticas públicas de segurança que enfrente a homofobia.
O dados são organizado pelo Movimento do Espírito Lilás, com consultoria da Comissão da Diversidade Sexual e do Direito Homoafetivo da OAB/. O levantamento comprova o aumento dos crimes com características preconceituosa é a necessidade de uma política de segurança pública preventiva que produza o enfrentamento a homofobia a partir da criminalização da homofobia no marco legal.

IMAGENS FORTES:
J.Luiz com /PBVale