CLICK AQUI

sábado, 2 de novembro de 2013

Radialista é executado em Aroeiras; outros quatro homicídios são registrados na Paraíba. VEJA

Radialista era diretor de um site do Agreste
A sexta-feira (01) foi violenta na Paraíba. A Polícia Militar registrou no Estado cinco homicídios. Os crimes aconteceram em João Pessoa, Aroeiras (Agreste), Aparecida (Sertão) e Arara (Brejo).
O radialista Rômulo Laurentino de Sousa, de 41 anos, foi assassinado com dois tiros na cabeça na noite dessa quinta-feira (31), na cidade de Aroeiras, a 132 km de João Pessoa. Os assassinos ainda perguntaram o nome da vítima antes da execução.
Segundo informações de testemunhas repassadas à Polícia Militar, dois homens armados chegaram em uma moto e abordaram o radialista no meio da rua. Várias pessoas estavam no local próximas do radialista e testemunharam o assassinato.
A polícia trabalha com a hipótese de homicídio por encomenda, já que a vítima não teve nada roubado. Até as 10h da manhã desta sexta-feira (1º), os acusados não haviam sido localizados.O radialista também mantinha um blog pessoal, onde fazia críticas a políticos da região.
Mais quatro homicídios são registrados
Nesta madrugada um ex-presidiário foi encontrado morto com dois tiros na cabeça , às margens da BR-101, no bairro de Gramame, em João Pessoa. De acordo com a polícia, o homem caminhava pelo acostamento, quando foi surpreendido pelos disparos. Inicialmente, as autoridades receberam denúncias de que havia acontecido um acidente automobilístico. Após chegar ao local, a PM constatou que o corpo era de um foragido da Justiça, que estava escondido no Conde, na região metropolitana da Capital.
Em Aparecida, região de Sousa, a 427 km de João Pessoa, um agricultor de 29 anos foi assassinado nesta manhã, no Sítio Angico Torto. Segundo a polícia a vítima estava indo para o sítio, conduzindo uma motocicleta e, quando chegou perto da casa onde morava, foi abordada por dois desconhecidos que o mataram com os disparos. O agricultor morreu no local. A dupla fugiu e ainda não foi localizada pelas autoridades. O motivo do crime também é investigado.
Ainda nesta manhã, outro homem foi assassinado em Arara, a 155 Km da Capital paraibana. Antônio dos Santos Muniz, 36 anos, foi morto a tiros enquanto cortava o cabelo em uma barbearia. Segundo o Cabo Adalberon, a vítima foi assassinada no momento que foi ao banheiro do estabelecimento. Os clientes e funcionários escutaram os tiros e chamaram a polícia. O disparo atingiu a cabeça da vítima que morreu no local.
O último crime aconteceu na tarde desta sexta, no Distrito Mecânico, em João Pessoa. O ex-presidiário, Pereira dos Santos, 33 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça. De acordo com a polícia, ele estava sentado em um banco, quando um homem chegou por trás da vítima e efetuou o disparo. O suspeito estava em uma moto e fugiu após o crime. A mãe da vítima afirmou que o filho tinha problemas mentais.
J.Luiz com portalcorreio