CLICK AQUI

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Jovem é executado a tiros; outro é ferido

Um adolescente com apenas 16 anos de idade foi executado a tiros na noite desta quarta-feira (15), em João Pessoa e o colega dele saiu ferido. O crime aconteceu no conjunto Alto do Mateus.

De acordo com a polícia Caio Henrique de Oliveira, estava sentado na frente de uma residência na Rua Ercília de Oliveira Sampaio, nas proximidades do colégio Horácio de Almeida, quando foi surpreendido por dois homens de moto.

Os desconhecidos não disseram nada e já foram atirando. Carlos Henrique foi atingido com vários disparos e morreu no meio da rua enquanto que colega foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

Durante as investigações a polícia tomou conhecimento de que o adolescente escapou de ser morto no final do ano passado quando aconteceu um duplo assassinato na Comunidade Santa Mônica, no Alto do Mateus.

ENTENDA O CASO:

Dois jovens foram assassinados e um foi baleado quando consumiam bebida alcoólica dentro de uma casa na comunidade Jardim Mônica, no bairro Alto do Mateus, em João Pessoa. O crime ocorreu no início da noite desta terça-feira (17). Uma das vítimas morreu dentro da viatura da Polícia Militar.

O sargento Heriberto Barbosa, da Força Tática do 1º BPM, informou que três rapazes bebiam no terraço de uma casa quando dois homens em uma motocicleta chegaram e efetuaram os disparos.

- O dono da casa morreu na hora. Um não resistiu aos ferimentos e morreu dentro da viatura quando era socorrido. O adolescente Caio Henrique de Oliveira, 16 anos, foi levado pelo Samu para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa – comentou o PM. O estado de saúde do ferido ainda não foi divulgado.
Click aqui e Curta a fanpage do Notícias e informações Online no Facebook e receba as últimas notícias
A polícia já tem informações sobre os responsáveis pelos disparos. “Eles chegaram de cara limpa em uma motocicleta e efetuaram tiros de pistola. Já temos os nomes dos possíveis assassinos”, disse o sargento.
Os policiais trabalham com a hipótese de disputa pelo tráfico de drogas em virtude das características do duplo homicídio e a ficha criminal de um deles.
De acordo com a polícia, ela ainda estava se recuperando dos ferimentos.


J.Luiz com Aguinaldo Mota