CLICK AQUI

sábado, 19 de abril de 2014

Feriadão da Semana Santa e Tiradentes começa com 11 mortes na Paraíba


Feriadão da Semana Santa e Tiradentes começa com 11 mortes na Paraíba
Desavenças amorosas podem ter sido a causa do assassinato de uma mulher no município de Pirpirituba, no Agreste do Estado, e de um homem em Mamanguape, no Litoral Norte. Esses dois homicídios juntam-se a outros nove registrados entre as 16 horas da Quinta-Feira Santa e a tarde da Sexta-Feira da Paixão, o que levou o início do feriadão da Semana Santa a ser marcado pela violência, com 11 assassinatos na Paraíba.

A morte da dona de casa Patrícia Tomaz da Silva, de 32 anos, assustou os moradores do Centro da cidade de Pirpirituba, no Agreste. Segundo informações da Polícia Civil, a mulher estava na rua conversando com familiares, por volta das 22h, quando o ex-marido ameaçou a vítima com uma faca e a levou para a casa onde moravam. “Eles estavam separados e o rapaz queria reatar o casamento, mas ela não queria. Esse teria sido o motivo para ele esfaquear a mulher”, disse o delegado Ivanildo Moraes, revelando ainda que a vítima foi morta com vários golpes de faca no abdômen e morreu no local.
 Click aqui e Curta a fanpage do Notícias e informações Online no Facebook e receba as últimas notícias
Ainda conforme o delegado, após o crime, José Ivan Feliciano, de 36 anos, tentou se matar, mas foi socorrido e levado para o Hospital Regional de Guarabira. Ele recebeu alta médica na manhã de ontem e está detido na Central de Polícia da cidade. Já em Mamanguape, Danilo da Silva, de 23 anos, foi morto em via pública com um golpe de faca, que teria partido da companheira dele, uma jovem conhecida apenas por “Kely”. Segundo informações da Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 16h da quinta- -feira, no bairro Alto do Cemi- tério, após uma discussão entre o casal. “As testemunhas informaram que ele estava sozinho com essa mulher e ela teria furado o peito esquerdo dele com uma faca. Ele foi socorri- do, mas já chegou ao hospital da cidade sem vida”, disse o sargento Olegário Lima.

Também na tarde da quinta-feira, Reginaldo Gonçalves do Nascimento, de 33 anos,  foi assassinado a facadas em um bar, no Conjunto Serraria, em Solânea, na região do Brejo. Segundo informações dos policiais civis que atenderam à ocorrência, a vítima estava bebendo na com- panhia de um homem, quando os dois discutiram e Reginaldo acabou atingido por vários golpes de faca. No município de Serra Branca, na região da Borborem, uma tragédia aconteceu por volta das 19 h, no bairro Odonzão. Os irmãos Artur Santos da Silva, 29, e Lucimário Santos da Silva, 26, bebiam em casa, quando inicia- ram uma briga que culminou em luta corporal. Na confusão, Artur acertou Lucimário com um golpe de faca no pescoço e a vítima morreu ainda no local. O acusado conseguiu fugir. Segundo informações repassadas à polícia pelas companheiras da vítima e do acusado, eles são fu- gitivos da cidade de Garanhuns (PE) onde respondiam por homicídio.

Ainda no interior do Estado, o aposentado Antônio Alves, de 64 anos, foi morto a tiros. Segundo informações da Polícia Militar, o idoso foi assassinado por volta das 20h30, no bairro Santa Luzia, em Sapé, no Agreste. NA GRANDE JOÃO PESSOA A Delegacia de Homicídios da capital registrou três assassinatos, um em Santa Rita. O primeiro crime foi por volta das 16h, José Carlos da Silva, de 22 anos, foi morto a tiros, em frente a uma mata, no bairro Mangabeira VIII. Meia hora depois, a vítima foi Luís Carlos Bezerra Cardoso, de 14 anos, que também foi assassinado por arma de fogo, na comunidade de Alagoinha, em Cruz das Armas. Por volta das 22h, em Tibiri 2, em Santa Rita, na Grande João Pessoa, a vítima foi Júlio César Damião, de 38 anos. Segundo a Polícia Civil, ele foi assassinado com pelo menos cinco golpes de faca. 

A Sexta-Feira da Paixão também foi sangrenta. No município de Lagoa Seca, no Agreste paraibano, o adolescente Vinícius dos Santos, 16, foi assassinado por mo- tivo banal, ainda durante a madrugada. De acordo com informações de testemunhas do homicídio, ele estava com um grupo de jovens nas proximidades de um posto de gasolina, no Centro da cidade, quando iniciou-se uma discussão e ele foi atingido com duas facadas, no braço direito e no pulmão. O adolescente ainda foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel (Samu), mas não resis- tiu aos ferimentos. Os  acusa- dos identificados como Denis do Nascimento Gomes, 18 anos, e Ângelo Pereira Costa, 20, não foram encontrados pela polícia. Já durante a manhã de ontem, em Queimadas, também no Agreste, a cerca de 18 km de Campina, o mototaxista Antônio Severino dos Santos, 30, foi assassinado a pauladas e a primeira linha de investigação aponta que ele tentou reagir a um assalto. Antônio conduzia sua motocicleta na estrada que dá acesso ao sítio Pedra de Sino por volta das 10h, quando foi abordado por homens desconhecidos que teriam tentado roubá-lo. A polícia acredita que o rapaz reagiu ao assalto e por isso foi morto. A quanti- dade de criminosos envolvidos e suas identidades não foram reveladas. Eles permaneciam foragidos até o fechamento desta matéria. A polícia tam- bém não informou se a moto da vítima foi levada na fuga. O mais recente homicídio foi registrado em Campina Grande, no final da tarde. O fato aconteceu na rua Costa e Silva, no bairro Santa Rosa. O adolescente Luan Duarte Pereira, de apenas 15 anos, foi morto a tiros. Ele estava usan- do camisa da Torcida Jovem do Galo (TJG) quando foi as- sassinado. Conforme relatou um parente à polícia, Luan estava sendo ameaçado de mor- te por integrantes da torcida rival.  Até o fechamento desta edição, o delegado Francisco de Assis Silva permanecia no local, colhendo mais informa- ções sobre o caso, mas não ha- via indícios sobre a autoria do crime.
J.Luiz com clickpb