CLICK AQUI

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Em Mamanguape, técnico de enfermagem se passava por médico, diz CRM

Um técnico de Enfermagem estava se passando por médico na cidade de Mamanguape (foto ao lado), Litoral Norte do estado. Segundo o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) ele tinha o registro profissional, mas o conseguiu apresentando um diploma falsificado. O órgão prestou uma queixa na Polícia Federal nesta quinta-feira (28) e vai cancelar o cadastro do falso médico. Ele já foi afastado das atividades.
De acordo com o diretor de fiscalização do CRM, Eurípedes Mendonça, a irregularidade foi denunciada pela Secretaria de Saúde de Mamanguape. “Após a denúncia nós entramos em contato com uma faculdade de Pernambuco, que seria o local onde ele teria se formado, que nos repassou que ele não foi aluno de lá, não se formou lá”, explicou.
O falso médico estava cadastrado no CRM desde novembro de 2013. Ele atuava no Hospital e Maternidade Nossa Senhora do Rosário. “Informamos à Polícia Federal que o CRM foi enganado, ele apresentou documento falso. O nosso próximo passo é o cancelamento da inscrição como médico, depois cabe a polícia apurar o crime que ele cometeu. É claro que o CRM vai colaborar no que for preciso na investigação”, completou Eurípedes Mendonça.
Eurípedes Mendonça informou que o CRM-PB recebe em média uma denúncia de exercício ilegal da profissão a cada 15 dias. O diretor ressaltou que o nome do falso médico de Mamanguape só será divulgado após o Conselho confirmar o cancelamento da inscrição.
Valclepson Figueredo Silva, este é o nome do técnico de enfermagem que se passava por médico. O secretário de saúde de Mamanguape, Elissandro Bezerra, foi quem fez toda a denuncia contra o médico de araque.
Vale aqui ressaltar que o CRM que o mesmo usava, era verdadeiro, assim como também o nome, de falso apenas o diploma.