CLICK AQUI

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Em Mamanguape. Grupo de assaltantes interestadual é preso em ação da PRF e Goe


Quatro homens e uma mulher suspeitos de pratica de assaltos a banco e tráfico de armas foram presos por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite de ontem (25), durante fiscalização de rotina, na BR 101, em Mamanguape. Os suspeitos viajavam em um GM Vectra, com placas da Paraíba, quando foram abordados pelos PRFs. O motorista se apresentou como Leandro Hoffmann e entregou os documentos aos policiais, com identidade do Paraná. No entanto, os agentes descobriram durante as consultas aos sistemas, incluindo uma feita junto à Polícia Civil do Paraná, que tanto o nome como o documento de identidade eram falsos. Ele tem como nome verdadeiro Eduardo Prado Neto, e tinha contra si dois mandados de prisão em aberto. Os outros três ocupantes foram identificados como Elito de Siqueira, Anderson Antunes Gonçalves e Celso Alexandre Farias. Os três cumprem regime de prisão semiaberto no estado do Paraná, por crimes de furto e assalto a banco. Um deles por tráfico de armas de fogo. Eduardo ouviu voz de prisão pelo crime de uso de documento falso, enquanto os outros três por descumprimento de regime de prisão semiaberto, que não permite a ausência do condenado do estado em que a pena é cumprida. Polícia Civil – A partir da prisão dos quatro homens a PRF solicitou o apoio da Polícia Civil paraibana, que obteve informações de onde estava localizada a base dos quatro detidos. Os policiais foram até uma residência no Bairro das Indústrias, onde foi encontrada uma mulher de nome Silmara Dariz. Com ela foi achado meio quilo de maconha prensada. Foram encontrados também diversos documentos com levantamentos de informações sobre várias cidades do interior de Pernambuco e do Rio Grande do Norte, que provavelmente seriam alvos de ações dos bandidos. Além disso, os agentes encontraram também uma grande variedade de equipamentos utilizados em arrombamentos de cofres, tais como: serras, furadeiras, pés de cabra, torquês e luvas. Por conta dos vários indícios encontrados, há fortes suspeitas de que o grupo estava planejando a prática de assalto a banco e outras modalidades de crime nos estados vizinhos, e que usavam a Paraíba como base. O flagrante foi registrado na sede do Grupo de Operações Especiais, da Polícia Civil. Os cinco, incluindo a mulher, responderão pelos crimes de associação para o crime. Eduardo responderá também por uso de documento falso. Já Silmara, responderá ainda por tráfico de entorpecente.
Click aqui e Curta a fanpage do Notícias e informações Online no Facebook e receba as últimas notícias

J.Luiz com Agujnaldo Mota