CLICK AQUI

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Dois homicídios e três tentativas são registrados em poucas horas. VEJA IMAGENS


A quarta-feira (19) de Cinzas registrou mais vítimas da violência na Paraíba. Em João Pessoa, durante a noite, dois homens foram mortos a tiros. Um dos casos ocorreu no bairro São José, Zona Leste, enquanto o outro aconteceu em Mangabeira 1, Zona Sul. Também na Capital, um homem foi baleado no Centro e outro no bairro dos Ipês, Zona Norte. Também houve tentativa de homicídio em Sapé, na Zona da Mata.

No caso do bairro São José, segundo a Polícia Militar, o homem assassinado, de 30 anos, era ex-presidiário e já havia cumprido pena por homicídio. O crime ocorreu dentro do local onde a vítima residia. Um carro particular fez a condução para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, mas o homem já chegou sem vida.

Em Mangabeira, um jovem que aparentava ter cerca de 25 anos foi morto na Rua Maria C. Nóbrega, nas proximidades de uma escola estadual. Segundo o tenente Medeiros, do 5º Batalhão da Polícia Militar, a vítima não apresentava documentos de identificação e ninguém declarou conhecê-la na região.

“Pelas informações que colhemos, o jovem vinha em um veículo de cor preta, aparentemente um Ford Ecosport, quando foi baleado por outras pessoas que vinham no carro”, disse o tenente. O Instituto de Polícia Científica faria a perícia e procuraria identificar o jovem. O corpo seguiria para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal de João Pessoa, no bairro do Cristo Redentor, Zona Oeste.

Nas três tentativas de homicídio registradas, todas as vítimas foram conduzidas ao ‘Trauma’ da Capital, mas a instituição ainda não havia divulgado boletim informativo com os respectivos quadros clínicos.

Uma das vítimas é um jovem de 26 anos que foi baleado no bairro dos Ipês com um tiro de espingarda calibre 12, segundo a PM. Outro ferido é um morador de rua que levou um tiro na perna no Centro da Capital, em um local popularmente conhecido como ‘Cracolândia’, nas proximidades do cemitério Senhor da Boa Sentença. A polícia não tinha informações detalhadas sobre como os fatos ocorreram. O último, de 40 anos, sofreu atentado no município de Sapé, na frente do local onde reside. A PM informou que ele é conhecido por pequenos delitos na região e o caso pode ter sido acerto de contas.

J.Luiz com Aguinaldo Mota