CLICK AQUI

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Motorista que matou casal de índios se apresenta e diz: “peço desculpas às famílias das vítimas”

O motorista de 41 anos que conduzia o carro que matou um casal de índios no sábado (2), no município de Marcação (Litoral Norte do estado, a 66 km de João Pessoa), se apresentou na Central de Polícia Civil da Capital paraibana. Durante entrevista à TV Correio HD, Clóvis Santana dos Santos pediu desculpas às famílias das vítimas.
Clóvis relatou que não dirigia em alta velocidade e nem tinha ingerido bebida alcoólica antes do acidente. “Eu vinha em 70 km, mas a iluminação estava ruim. Não vi que o casal estava com a moto parada na estrada. Eu sou índio também e trabalho socorrendo pessoas doentes das aldeias. Peço desculpas aos familiares das vítimas”, falou.
Segundo o delegado Norival Portela, que investiga o acidente, o motorista disse em depoimento que um veículo vinha no sentido contrário com os faróis alto, o que pode ter prejudicado a visão dele. Após o acidente, o acusado fugiu do local para preservar sua integridade física. 
Temendo represália, ainda de acordo com o Portela, Clóvis Santana se apresentou em João Pessoa. Após se ouvido e interrogado, o motorista foi liberado porque não foi preso em flagrante e não tinha mandado de prisão expedido contra ele.
Em virtude do acidente, os índios realizaram um protesto que durou mais de 40 horas. A PB-041, que liga as cidades de Marcação a Baia da Traição, no Litoral Norte do estado, só foi liberada depois da instalação de lombadas na estrada, que foi um das reivindicações dos indígenas.
J.Luiz com portalcorreio