CLICK AQUI

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Casal gay oficializa primeiro casamento entre homens em Mamanguape. VEJA

Erinaldo do Santos Pereira Duarte, 25, e Paulo André da Silva Duarte, 22.
Mamanguape, cidade distante 62 quilômetros da Capital, teve na manhã desta terça-feira (19), seu primeiro casamento entre homens gays. A juíza Elza Bezerra da Silva Pedrosa, do Fórum judicial, Miguel Levino de Oliveira Ramos, oficializou a união entre Erinaldo do Santos Pereira Duarte, 25, e Paulo André da Silva Duarte, 22.

“Tudo começou pelo whatsapp, a gente conversou, marcamos um encontro numa lanchonete, lá a gente conversou muito e, foi onde tudo começou. Gostei muito do jeito dele me tratar, carinhoso, atencioso, companheiro, e foi por isso que eu acabei me envolvendo”, revelou Erinaldo do Santos, emocionado, enquanto olhava nos olhos do seu companheiro Paulo André.
“Pra mim foi uma realização, um sonho. Eu corria há muito tempo atrás disso junto com ele, e até agora está sendo um momento maravilhoso. Tenho certeza que será um casamento pra sempre”, disse Erinaldo do Santos.
Os dois já viviam juntos há 1 ano e seis meses, numa casa alugada no Alto do Cemitério. Recém empregados, o casal sonha agora construir a sua casa própria e com os próximos salários mobiliar a residência.
Para Paulo André, este também foi um sonho em que conseguiram tornar realidade. “Nada melhor do que você sonhar e conseguir tornar realidade, eu diria que hoje é um dia em que a gente só tem a agradecer a Deus. A gente correu atrás, a gente suor, se esforçou. Isso prova que a gente realmente estava decidido, que realmente a gente queria isso”, afirmou Paulo.
“Quando duas pessoas se amam, elas encontram dificuldades, mas elas derrubam as barreiras. Não importam o que as pessoas vão falar ou deixar de falar. A gente está feliz assim, a gente se gosta e é pra sempre”, comentou com os olhos em lágrimas, o companheiro de Erinaldo.
Os recém-casados ofereceram uma festa para convidados na residência de familiares na travessa do Sertãozinho, em Mamanguape.
Antes do casamento de Erinaldo e Paulo, o Fórum da comarca de Mamanguape já registrou outros dois casamentos gays, sendo entre mulheres.
O casamento entre pessoas do mesmo sexo no Brasil só foi permitido após a aprovação da união homoafetiva pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no dia 5 de maio de 2011.
Casal gay natural de Mamanguape ficaram noivos a cerca de 1 ano e seis meses
J.Luiz com PBVale